Blog‎ > ‎

Previsão de demanda e planejamento de demanda

postado em 28 de mai de 2013 07:26 por João Flávio de Freitas Almeida   [ 17 de abr de 2014 07:10 atualizado‎(s)‎ ]

Acompanho diversos fóruns sobre otimização do planejamento da cadeia de suprimentos e em muitos destes vejo consultores questionando: “Qual a importância do uso de tecnologias de rastreamento de pedidos e de níveis de estoque para auxiliar o planejamento S&OP?”. Felizmente, vejo também que existem consultores experientes que os orientam quanto à pouca necessidade dessas tecnologia para o processo de planejamento de vendas e operações. É bom que aprendo também.

O Planejamento de Vendas e Operações (Sales and Operations Planning – S&OP) é muito mais orientado ao planejamento tático, enquanto que essas tecnologias auxiliam a execução do planejamento operacional de curto prazo. Há uma confusão quanto ao uso da nomenclatura de planejamento e como ela é usada. O planejamento da cadeia de suprimentos que requer o planejamento de vendas e operações é voltado para o médio e longo prazo e está baseado na previsão de demanda, enquanto que o planejamento de demanda está relacionado com o planejamento operacional de curto prazo e será acompanhado por métricas internas.

Podemos analisar a demanda sob duas ótimas: a previsão e o planejamento. A previsão de demanda pode ter duas fontes: demanda interna e demanda externa. A demanda interna ocorre quando uma grande indústria possui outras unidades e precisa abastecê-la, enquanto que a demanda externa é a proveniente de clientes. O processo de previsão de demandas é geral, e deveria servir como uma visão “à 10km de altura” do processo operacional. Sua função é guiar o planejamento tático industrial para a demanda de médio prazo (1 ano em média) em termos de produção e distribuição mensais. Com o prazo sob controle e recursos em mãos é possível contratar mais mão de obra, expandir uma unidade operacional, aumentar infraestrutura logística, etc.


O planejamento da demanda é diferente: Ele casa os pedidos dos clientes com a previsão de demanda e projeta os níveis de demanda a serem enviados para a produção. Para esse caso, o uso de tecnologia de rastreamento de pedidos e estoque é favorável, pois ajuda a empresa a determinar o volume de produção deduzindo a quantidade de itens em estoques e ponderando com pedidos em carteira. Este pode ser feito juntamente com tecnologias de controle de sinais na produção, em processos de reposição com o uso de kanbans (JIT), por exemplo.